Crónicas de ...

Reina grossa tormenta no território gaulês. A falta de manteiga é a causa, o seu preço triplicou, quase desapareceu nas prateleiras dos supermercados, a escassez provoca dores de cabeça e azia nos estômagos dos cozinheiros e pasteleiros, pis a gordura láctea é fundamental nos restaurantes e...

Publicada em: 11/21/2017 - 11:08
Armando Fernandes

Quando nos referimos a tempo de crise, falamos sempre de situações aflitivas quer económicas como sociais. Ao longo da História, já podemos contabilizar muitas crises e algumas delas, demasiado graves e que se espalharam pelo mundo inteiro. A que mais recentemente vivemos, apanhou-nos de...

Publicada em: 11/21/2017 - 10:53
Luís Ferreira

Depois de tantos acontecimentos horríveis que bafejaram este país de que muitos se orgulham, o melhor era vivermos uns tempos de paz e sossego sem preocupações de maior. O que se passou em Pedrogão e recentemente em Santa Comba Dão e Tondela, deveriam envergonhar-nos durante algum tempo e...

Publicada em: 11/07/2017 - 10:54
Luís Ferreira

Repito-me sem tremor na altura do dia de finados. Agora, sem temor porque consegui saltar da barca de Caronte, a queda em consequência do aparatoso salto tem-me custado demorada convalescença e profunda reflexão acerca da finitude da vida.
Milhões de mulheres e homens desaparecem sem...

Publicada em: 11/07/2017 - 10:49
Armando Fernandes

Não fosse a ajuda celestial e a solução para o problema gravíssimo que o país vivia não chegaria certamente pela mão dos homens. Estes viram o país a arder, por entre arrepios de dor e lágrimas de sangue, sem soluções apesar do muito esforço de alguns. Esforço meritório de quem, no meio das...

Publicada em: 10/24/2017 - 11:29
Luís Ferreira

O seu posicionamento ideológico é de um cidadão que assenta com base na razão do estudado num colégio de disciplina e língua alemã, na ordem de um determinado Mundo, que por vezes se cruzam secura no trato e comedimento nos gastos e surgem ideias e formulações que chocam contra interesses,...

Publicada em: 10/24/2017 - 11:27
Armando Fernandes

Os vizinhos olham para o céu na esperança que o milagre aconteça e a chuva venha dar um sinal de esperança à colheita da castanha que mirra e da azeitona que encolhe à beira da promessa do azeite e da riqueza. Os prados secaram, os rios deixaram de correr e o pastor desanima perante as suas...

Publicada em: 10/17/2017 - 10:53
Fernando Calado

Ora viva minha prezada gente. Há quanto tempo! Como vai essa saúde? E a família, tudo em ordem? Espero que sim! Ora parece que este ano o ditado que diz “em Outubro, fogo ao rubro” até soa a piada de mau gosto. Em vez de andar sossegado pelas lareiras anda aí à solta a dar trabalho e chatices...

Publicada em: 10/10/2017 - 11:42
Manuel João Pires

Frequentemente lançamos nas dúvidas algumas certezas que, na imponderabilidade da sucessão de determinados acontecimentos, julgamos ser o melhor para resolver certas situações. Não quer isso dizer que acertemos nas dúvidas ou que as certezas sejam realmente certezas. Contudo o futuro, sempre...

Publicada em: 10/10/2017 - 11:22
Luís Ferreira

Esta arma só é bem empregue quando nos convém; Júlia Rodrigues pode, finalmente, salientar a justeza do tiro, António Branco lamentará o não ter sabido defender-se a tempo e horas, certamente, ele nunca leu a A Arte da Guerra e, agora é tarde para o fazer.
Não vou a Mirandela há muito...

Publicada em: 10/10/2017 - 11:20
Armando Fernandes