“Falha estrutural catastrófica da raiz da asa direita” foi a causa do acidente do ultraleve em Bragança

ESTA NOTÍCIA É EXCLUSIVA PARA ASSINANTES

 

Se já é Assinante, faça o seu Login

INFORMAÇÃO EXCLUSIVA, SEMPRE ACESSÍVEL

Qua, 20/03/2019 - 11:21


O Gabinete de Prevenção e Investigação de Acidentes com Aeronaves e Acidentes Ferroviários (GPIAAF) indica que houve uma “falha estrutural catastrófica da raiz da asa direita” no ultraleve acidentado sábado em Varge, Bragança, vitimando mortalmente dois pilotos.

Numa nota informativa sobre este acidente aéreo, o organismo refere que “na sequência da execução de um conjunto de manobras ainda por determinar, a aeronave sofreu uma falha na raiz da asa direita levando a que esta fosse projectada contra a canópia (vidro do cockpit) separando-se totalmente do ultraleve”.