Magustão em dia de S. Martinho

Ter, 14/11/2017 - 11:08


Olá familiazinha!
Nas madrugadas de agora já tenho “apalpado” a geada bem apalpadinha.
Esta geada vem ajudar a curar o vinho e as pessoas também
já começam a pensar na data para matar o seu porquinho.
Esta última semana foi muito produtiva para o desenvolvimento do amor e da amizade da família do Tio João, pois tivemos vinte novas apresentações, das quais destacamos a equipa feminina de futebol da Associação Desportiva de Paredes (Bragança), que milita no campeonato distrital de Infantis, sendo a única equipa totalmente feminina que joga com equipas mistas e masculinas. Ficamos contentes por constatar que a maior parte das apresentações foram de pessoas jovens, o que significa sangue novo para a família, entre eles alguns estudantes da ESTiG (Escola Superior de Tecnologia e Gestão) que, desta forma, dão miminhos aos seus avós que nos ouvem nas suas terras.
Como a vida não são só alegrias, ficámos tristes com o falecimento de Maria do Carmo Lousinha, de Vila Nova (Bragança), filha do tio Lousinha e da tia Bernardete, que Deus chamou aos 53 anos, deixando três filhos ainda jovens, depois de uma leucemia prolongada. Chegou ao fim o seu sofrimento com o descanso eterno.
Deus também chamou a Si o tio Jacinto, de Genísio (Miranda do Douro). As nossas condolências às famílias enlutadas.
Quem esteve de parabéns foram a tia Isabel Freitas, de Santiago (Armamar), que chegou aos 87 e é uma grande ministra da oração para a nossa família e o tio António Frazão, da Bouça (Mirandela), que completou 83 anos. Que para o ano os festejem novamente connosco.
E agora vamos ao magustão!

XXVI Magustão da Família do Tio João na Rural Castanea em Vinhais

Pelo quinto ano consecutivo que o palco do magustão tem sido em Vinhais, por altura da feira da castanha, no maior assador do mundo. Este ano com a curiosidade de ser a última feira da castanha a realizar-se na nossa região, visto que nos anos anteriores era sempre a primeira.
A nossa família nunca tinha festejado o magustão no dia de S. Martinho e talvez por esse facto, mas também por ter calhado num fim-de-semana em que se festeja o S. Martinho em muitas localidades, aqueles que gostam verdadeiramente da família não deixaram de comparecer nesta fábrica de fazer novos amigos e de cimentar as amizades já consumadas.
Como não podia deixar de ser, realizou-se pela terceira vez o concurso do maior comilão de castanhas, para apurar quem come mais castanhas no espaço de um minuto. O tio Chedre, de Nunes (Vinhais), repetiu a proeza do ano passado sendo o mais rápido, mas comeu menos cinco castanhas que no ano passado (8).
O baile foi o ponto alto do magustão, com a animação do organista e acordeonista, Francisco Cubo. O meu João André também esteve presente, sempre com grande vontade de mostrar aquilo que vai aprendendo na escola de música. As concertinas, os acordeões e os realejos foram também os reis da festa, entre os quais, o tio Manuel Pedro, de Lagarelhos (Vinhais) que deu espectáculo com o seu acordeão e que já tinha muita gente com vontade de o ver actuar. Mais uma vez, durante a tarde, não faltaram as castanhas assadas, oferecidas pela Rural Castanea, que fizeram as delícias de todos os tios e tias presentes, em dia de S. Martinho.