PUB.

Jogadora brigantina é reforço do Gil Vicente

PUB.

Qui, 23/07/2020 - 11:35


Lea Pires é a mais recente aquisição do Gil Vicente. A jovem, de 19 anos, natural de Bragança vai competir na 1ª Divisão do Campeonato Nacional de Futebol Feminino, a Liga BPI, na época 2020/2021.

A jogadora está confiante e tem na mira os lugares cimeiros da tabela classificativa. “Independentemente da equipa, as expectativas são sempre altas e o trabalho tem de estar sempre a condizer. Farei o que estiver ao meu alcance para chegarmos ao topo. Tal como todas as equipas o objectivo é ser a melhor equipa em todas as competições. Em termos colectivos vamos fazer de tudo para sobressair neste campeonato, que sendo a Liga BPI torna-se um desafio que iremos sempre enfrentar de olhos postos na vitória”, afirmou.

Lea iniciou o seu percurso na Escola Crescer ingressando depois na AD Paredes, onde se mostrou no Campeonato Nacional de Juniores femininos. Na temporada 2018/2019 representou o Vilaverdense e na época passada mudou-se para o SC Braga para jogar na formação de juniores.

A passagem pela formação bracarense foi importante no crescimento da defesa central “quer a nível pessoal como a nível do jogo colectivo”. “Aprendi muito e agradeço ao SC Braga por todos os momentos que me proporcionou. Cresci todos os dias”, frisou.  

Aos 19 anos, a defesa central, prepara-se para uma e etapa, desta feita em Barcelos para vestir a camisola do Gil Vicente. Aos adeptos promete muito trabalho e dedicação. “Serei uma jogadora empenhada em todos os sentidos e irei jogar com o galo de Barcelos ao peito com o maior orgulho e respeito”.

Lea concilia o futebol com a licenciatura em Psicologia, na Universidade Fernando Pessoa, no Porto, são duas áreas das quais não abdica e garante que não descura dos estudos nem do futebol. “É uma questão de gestão do tempo e de vontade. Temos de definir prioridades e abdicar do tempo livre, pois acabamos por ter os minutos do dia contados. Mas, eu tenciono continuar a conciliar o futebol com o curso de Psicologia porque são duas coisas que quero e gosto muito”.

A jogadora brigantina é ambiciosa e quer “chegar o mais longe possível”.