PUB.

Uso de máscara na rua deixa de ser obrigatório

PUB.

Ter, 14/09/2021 - 17:04


Em Bragança, algumas pessoas continuam a querer usar a máscara, porque se sentem mais seguras

Deixou de ser obrigatório o uso de máscara na rua. A lei está em vigor desde 28 de Outubro do ano passado, depois de ter sido aprovada na Assembleia da República. O último diploma caducava esta segunda-feira e os partidos não quiseram promulgar a lei. Assim, quase um ano depois, o uso de máscara passa a ser facultativo na via pública e recomendado em caso de aglomerados de pessoas. No entanto, continua a ser obrigatória em espaços fechados. A poucos dias de começar o novo ano lectivo, a Direcção-Geral de Saúde esclareceu que nas escolas, para alunos com mais de 10 anos a máscara continua a ser obrigatória, mesmo no recreio. Quanto às crianças, entre os 6 e os 9 anos, que frequentem o 1.º ciclo, a utilização de máscara é fortemente recomendada em espaços interiores ou exteriores. Nas universidades e politécnicos, professores, alunos e funcionários também serão obrigados a usar máscara, excepto nos momentos de refeição.

Casos activos de covid-19 desceram no distrito

Na última semana, houve uma descida drástica do número de casos activos de covid-19 no distrito de Bragança. A 6 de Setembro havia 188 pessoas infectadas, enquanto esta segunda-feira, sete dias depois, há 61 casos activos. Mirandela é o concelho mais afectado, com 29 casos. Segue-se Bragança com 18, Macedo de Cavaleiros com 6, Vimioso com 4, Vinhais com 3, Mogadouro com 1 caso activo. Os concelhos de Alfândega da Fé, Carrazeda de Ansiães, Freixo de Espada à Cinta, Miranda do Douro, Vila Flor e Torre de Moncorvo não têm pessoas infectadas com covid-19.

Jornalista: 
Ângela Pais