PUB.

Câmaras deveriam ser ressarcidas pelo apoio prestado no ensino

PUB.

Ter, 26/05/2020 - 11:46


Os deputados do Partido Social Democrata, eleitos por Bragança, continuam a mostrar preocupação com o ensino à distância

Desta vez, segundo a deputada brigantina, Isabel Lopes, o partido, alertando para o “problema grave” que “coloca em causa a igualdade de oportunidades de milhares de alunos”, pretende perceber se o Governo pensa ressarcir as autarquias do investimento que têm realizado na aquisição de material informático e routers de acesso à Internet. Isabel Lopes considera que as câmaras do distrito deviam ser compensadas pelo Estado, já que “são elas que têm estado na linha da frente” a ajudar as comunidades educativas, de forma a que os jovens não fiquem privados do acesso ao ensino à distância. “Quem está a ajudar os nossos alunos são as câmaras municipais. Penso que as autarquias deviam ter essa ajuda porque estão a despender dos seus recursos e muitas delas têm poucos”, explicou, assinalando que o têm feito até mesmo noutras áreas.

Nos últimos dias anunciou-se que o Governo, no próximo ano lectivo, asseguraria a universalidade de acesso às plataformas digitais para todos os alunos do ensino básico e secundário. Acusando o Governo de “incapacidade”, Isabel Lopes não acredita que a promessa se cumpra. “Essas mudanças foram mais significativas e notaram-se mais nos alunos carenciados. O Governo, na pessoa do Senhor Primeiro-Ministro, garantiu que não ia haver alunos sem computadores e sem Internet e isso é mentira”, concluiu.

Jornalista: 
Carina Alves