PUB.

Distrito de Bragança com mais de 500 operacionais na fase mais crítica de incêndios

PUB.

Ter, 19/05/2020 - 17:14


O dispositivo especial de combate a incêndios rurais (DECIR) vai mobilizar este ano, no distrito de Bragança, um total de 537 operacionais dos bombeiros, sapadores e forças de segurança na fase mais crítica, anunciou, no dia 13, o comandante operacional distrital de Bragança, o comandante João Noel Afonso, que indicou que o dispositivo terá o maior reforço na fase de maior risco, entre 1 de Julho e 30 de Setembro, com 534 operacionais, 136 veículos, dois helicópteros de ataque inicial e dois aviões bombardeiros médios de ataque ampliado.

“São meios ajustados à evolução da perigosidade, devido ao histórico de ocorrências”, sublinhou Noel Afonso.

No mês de Junho, “haverá um maior reforço, face ao ano anterior, com um total de 442 operacionais e 103 veículos”.

Em nota de imprensa, o Comando Distrital de Operações de Socorro recorda ainda que o território conta também, durante todo o ano, com um grupo de ataque inicial, do Grupo de Intervenção, Protecção e Socorro da Guarda Nacional Republicana, constituído por 44 militares e seis veículos.

Haverá ainda mais três equipas de sapadores florestais. O DECIR contando ainda com 13 máquinas de rasto dos serviços municipais e duas máquinas de rasto de dois Corpos de Bombeiros do distrito.

Jornalista: 
Olga Telo Cordeiro