PUB.

Emigrantes poderão regressar ao país para férias

PUB.

Ter, 26/05/2020 - 11:50


Os emigrantes que queiram vir de férias a Portugal vão ter luz verde para entrar no país, ainda que, para já, pelo menos até dia 15 de Junho, as fronteiras terrestres com Espanha se mantenham fechadas

Segundo garantiu Berta Nunes, secretária de Estado das Comunidades Portuguesas, o Governo já está a trabalhar com os espanhóis para que quem vem por terra possa atravessar aquele país sem ter que fazer quarentena, já que a nação vizinha determinou que os que ali passassem teriam que o fazer. Os portugueses poderão assim atravessar a Espanha sem terem que ficar depois confinados, desde que ali não pernoitem, podendo parar, o menos possível, nas estações de serviço. “Já temos a garantia de que os nossos emigrantes não vão ter problemas”, explicou a secretária de Estado.

Berta Nunes, que frisou que foi difícil pedir a estas pessoas que, por altura da Páscoa, não viessem a Portugal, assinalou ainda que a vinda dos emigrantes é muito importante. “Agora que estamos noutra situação, e a nossa expectativa é que em Julho e Agosto ainda esteja melhor, é óbvio que temos todo o interesse e gosto em que eles venham porque os nossos emigrantes sempre foram uma parte muito importante do nosso pais”, disse Berta Nunes, que sublinhou que, além da importância das famílias se reverem, os emigrantes são fundamentais para “relançar” a economia portuguesa.

Em relação aos voos, segundo avançou, também não há nenhuma restrição.

 

Regresso definitivo

Vários portugueses espalhados pelo mundo terão estado parados em termos laborais e muitos deles, como tem acontecido por cá, podem mesmo ter perdido o emprego, estando agora numa situação difícil. Assim, perante a crise a que se está a assistir, Berta Nunes revelou que, nas reuniões virtuais que tem feito com emigrantes, há alguns filhos da terra que não descartam a hipótese de regressar de vez. “Foi-nos dito que alguns emigrantes querem voltar”, explicou, dizendo que o representante dos emigrantes em França lhe tinha dito que, crise por crise, seria melhor viver em Portugal.

A secretária de Estado sublinhou ainda que o Programa Regressar tem sido várias vezes mencionado pelos emigrantes, já que é um mecanismo que os pode ajudar, caso queiram voltar a Portugal. O programa, criado pelo Governo, entrou em vigor em Julho do ano passado e incluí várias medidas de apoio ao regresso, apoio fiscal e apoio ao investimento.

Jornalista: 
Carina Alves