PUB.

Parque de campismo de Bragança vai ser requalificado e ter pista de ski

PUB.

Ter, 08/06/2021 - 10:41


O novo concessionário do Parque de Campismo Municipal de Bragança pretende requalificar o espaço e apostar em novas ofertas turísticas, como uma pista de ski e uma piscina biológica e actividades de aventura e desportos radicais, como paintball, softball, rapel e escalada.

pel e escalada. “Vai ser requalificado, são 12 hectares de terreno e não estão aproveitados”, explicou o investidor. Nos planos de Pedro Xavier, brigantino a viver no Reino Unido, está acrescentar 10 unidades de glamping aos 2 bungalows, criar uma piscina biológica dentro do rio Sabor, requalificar o bar/restaurante, alargando-o para 300 metros2, edifício onde além de um salão de convívio será criada uma loja de produtos da região e minimercado, criar mais parques de estacionamento, instalar uma quinta pedagógica de animais de pequeno porte e uma pista artificial de ski que vai funcionar o ano inteiro. “Não será sazonal, vamos ter uma plataforma de neve artificial e aspersores na própria base, o que nos permite usar a pista o ano inteiro”, explica o investidor. A praia fluvial vai funcionar nas duas margens, na zona da piscina biológica, “para colmatar o problema de o rio ter pouco caudal” nalgumas alturas do Verão. Fazer canoagem, usar ‘gaivotas’ e pequenos barcos a remos serão algumas das possibilidades. Será ainda construído um bar junto ao rio, que vai servir de apoio a um anfiteatro ao ar livre que pode ter cinema e outras iniciativas. Noutra das infraestruturas actualmente existentes na área do parque deverá ainda ser criado um ginásio e um spa. O renovado parque vai também ter outras ofertas turísticas, como passeios pela região e um roteiro turístico. Falta agora a aprovação do projecto por parte do município e outras entidades, como o Parque Natural de Montesinho, onde o espaço, na localidade de Meixedo, está inserido, mas se não houver impedimentos o empresário espera no final deste ano ou início do próximo ter o projecto em funcionamento. “A partir do momento que estiver aprovado seguir-se-á a obra, para se poder reabrir o parque o mais rápido possível”, afirmou. Pedro Xavier prevê ainda investir numa quinta com mais de 10 hectares nas proximidades do parque de campismo, que deverá ser utilizada para alguns dos desportos radicais. O valor do investimento ronda 1,5 milhões de euros e serão criados 18 a 25 postos de trabalho, alguns deles sazonais. A escolha de Bragança para investir prende-se não só com as origens do empresário como com o potencial. “Sou natural de Bragança, é a minha terra, apesar de não viver aqui há mais de 20 anos, mas faz todo o sentido, estamos no interior Norte, temos um clima único, uma gastronomia única e uma paisagem natural, não queremos que seja estragada, mas cada vez mais a economia local precisa do turismo e também de postos de trabalho. O turismo não está suficientemente desenvolvido na região, além de ser um negócio bastante rentável, traz uma mais-valia à economia local, com os postos de trabalho, mas também com o ciclo que se cria à volta em trabalho com outras empresas locais”, explicou. Pedro Xavier recorda que aquela zona do Sabor, conhecida como ‘as águas’, foi uma zona balnear de excelência há algumas décadas, mas “infelizmente foi morrendo e está um pouco ao abandono” e o empreendedor espera “tornar aquela zona num ex-libris outra vez, porque tem todas as condições, o leito do rio que nos oferece uma paisagem única, o próprio espaço para as pessoas tomarem banho, tem tudo para dar certo e para termos uma praia fluvial à altura da região”. O parque terá lugares de campismo e caravanismo, além dos bungalows e unidades de glamping, permitindo alojamento para mais de 800 pessoas.

Jornalista: 
Olga Telo Cordeiro