PUB.

Câmara de Vinhais e IPB decretam luto pela morte de bombeiros

PUB.

Sex, 23/07/2021 - 12:07


A câmara de Vinhais decretou três dias de luto municipal pela morte de dois bombeiros ontem, num acidente com uma viatura de combate a incêndios.

E o Instituto Politécnico de Bragança, onde o jovem bombeiro de 22 anos era estudante da licenciatura de desporto, também decretou luto académico esta sexta-feira.

Segundo informação avançada pelo Comandante Distrital de Emergência e Protecção Civil, Noel Afonso, a viatura dos Bombeiros Voluntários de Vinhais seguia para o combate a um incêndio em Travanca e despistou-se, acabando por sair da estrada e cair num declive acentuado, perto da aldeia de Vilar de Ossos, num local de difícil acesso. “A viatura de combate a incêndios de Vinhais, após um alerta para um ataque inicial a um incêndio rural, deslocava-se a caminho do incêndio e sofreu este despiste, a viatura acabou por sair da estrada e tombar”, refere.

A viatura capotou e acabou por vitimar mortalmente um bombeiro de 22 anos e uma bombeira de 37.

Do despiste resultaram ainda três feridos, um deles em estado grave, que foi helitransportado para o hospital de Vila Real, tendo os restantes sido assistidos no hospital de Bragança.

O presidente da Associação Humanitária dos Bombeiros de Vinhais, Américo Pereira, diz que a consternação é muita na corporação. “Infelizmente, é algo que aconteceu e oxalá não se repita nunca mais. Está a causar um grande abalo emocional e a todos os níveis, trata-se de dois jovens, um bombeiro voluntário e estudante do ensino superior, e uma senhora de 37 anos, ambos residiam aqui”, afirma.

Está a ser prestado apoio psicológico à corporação.

Quanto aos feridos dois ainda estão internados, um nos cuidados intensivos no hospital de Vila Real, mas fora de perigo.

A morte dos dois elementos da corporação já foi lamentada pelo Presidente da República e pelo ministro da Administração Interna, que dizem ter recebido a notícia com profundo pesar e tristeza e endereçaram condolências à família, amigos e aos Bombeiros Voluntários de Vinhais. 

Jornalista: 
Olga Telo Cordeiro