PUB.

Casa recuperada renova esperanças a família de Bragança

PUB.

Ter, 27/07/2021 - 15:10


Teófilo Conceição vivia com a família, a mulher e dois filhos, uma menina de quatro anos e um rapaz de seis, numa casa, em Bragança, onde todos dormiam no mesmo quarto

Agora, o cenário mudou, através da ajuda da União de Freguesias da Sé, Santa Maria e Meixedo. Com o objectivo de combater a pobreza e a exclusão social, prestando apoio àqueles que, de facto, mais precisam, a união das freguesias tem vindo a ajudar a recuperar as casas de quem não tem posses para o fazer. “Comprei a casa há seis anos. Quando viemos para cá, precisava de muitas obras. Ainda lhe dei um jeito antes de ser ajudado, mas nunca ficou como agora”, começou por contar Teófilo Conceição, assinalando que a empreitada, acabada de terminar, deixou a habitação “muito bem”. “Fiquei com três quartos, com uma cozinha grande, uma sala e duas casas de banho. Recuperaram-na muito bem. A ajuda foi essencial”, esclareceu ainda. A casa, que se situa na zona de Além do Rio, oferece agora um quarto ao casal e a cada um dos filhos, permitindo que vivam de forma mais condigna. Ainda assim, tudo se vai construindo aos pouqinhos. “Vou comprar as mobílias para os miúdos, cada mês sua cama, para não dormirmos todos juntos”, disse ainda Teófilo Conceição. A obra estava orçamentada em 7200 euros, sem IVA. A Câmara Municipal ajudou com cerca de metade do valor. “Fazemos isto com muito gosto, com muito prazer e satisfação pessoal, porque sentimos que a vida destas pessoas muda radicalmente”, contou o presidente da união das freguesias, Telmo Afonso. A União das Freguesias da Sé, Santa Maria e Meixedo tem contado com o apoio do município de Bragança para prestar este tipo de ajuda, sendo que, ao longo dos últimos quatro anos, já ajudou nove famílias. No caso de Teófilo Conceição, conforme Telmo Afonso, a família fica agora com uma “habitação digna para qualquer família”.Ainda assim, as ajudas não ficam por aqui. Há mais gente a quem é necessário esticar a mão. “Já realizámos melhorias em nove habitações de pessoas carenciadas economicamente. Neste momento estamos a recuperar uma outra habitação, cuja situação nos foi dada a conhecer por uma vizinha da pessoa em causa”, contou o presidente, que avançou que esta semana outra empreitada há- -de começar, na zona dos Batoques. A identificação das famílias que necessitam destas intervenções tem sido realizada pela união das freguesias e pela autarquia de Bragança. Algumas vezes, há famílias que solicitam ajuda. 

Jornalista: 
Carina Alves