Fundação Meireles celebra centenário

PUB.

Ter, 01/07/2008 - 10:30


A Fundação Francisco António Meireles, em Torre de Moncorvo, comemorou, no passado sábado, 100 anos de existência. A cerimónia do centenário da instituição, que dá apoio a 53 idosos e a 21 crianças e jovens em risco do sexo feminino, contou com a presença do secretário de Estado do Emprego e da Formação Profissional, Fernando Medina.

Esta data foi assinalada com o descerramento de dois painéis em azulejo, que explicam a combinação dos símbolos no logótipo da instituição. Também foi aberta uma Sala do Centenário, um espaço equipado para reuniões, que reúne os oito rostos da instituição, desde o fundador até ao actual presidente.
Este dia contou, ainda, com a apresentação da página da Internet da Fundação e da apresentação do livro “De Asylo a Fundação – 100 anos de um agir solidário em Torre de Moncorvo”, da autoria de Adilia Fernandes.
De seguida foi benzida a nova viatura da instituição. Trata-se de uma carrinha de 9 lugares, financiada pela Segurança Social e pela Câmara Municipal de Torre de Moncorvo, devidamente equipada com elevador para facilitar o transporte dos idosos.
Segundo o presidente da Fundação Meireles, António Moreira, esta valência tem vindo a ser melhorada desde 1999, altura em que foi inaugurado o lar de idosos. Um ano depois, foi aberto o novo lar para crianças e jovens. “É uma obra muito grande. Esta instituição é a segunda maior empregadora do concelho”, realça o responsável.
Recorde-se que a Fundação nasceu no antigo Asilo da vila que, na altura, tinha a valência para idosos de ambos os sexos e para rapazes e raparigas pobres. Entretanto, foram construídas novas infra-estruturas, nomeadamente um lar de idosos com capacidade para 53 pessoas e uma casa de acolhimento com capacidade para 32 crianças e jovens do sexo feminino.