PUB.

Covid-19: Cuidados a ter para evitar a transmissão da doença

PUB.
O vírus SARS-CoV-2, que provoca a doença COVID-19, transmite-se por contacto próximo com pessoas infetadas ou através do contacto com superfícies e/ou objetos contaminados e posterior toque com as mãos nos olhos, nariz ou boca. Neste sentido, há gestos simples, como lavar frequentemente as mãos com água e sabão ou desinfetá-las com uma solução à base de álcool, que são fundamentais para prevenir o contágio. Há ainda outros cuidados importantes a ter para se prevenir se tiver mesmo de sair de casa.

Como se transmite esta doença?

A COVID-19 transmite-se por contacto próximo com pessoas infetadas pelo vírus e/ou pelo contacto com superfícies e objetos contaminados.

Esta doença transmite-se através de gotículas libertadas pelo nariz ou boca quando tossimos ou espirramos, que podem atingir diretamente a boca, nariz e olhos de quem estiver próximo.

As gotículas podem depositar-se ainda nos objetos ou superfícies que rodeiam a pessoa infetada. Por sua vez, outras pessoas podem infetar-se ao tocar nestes objetos e/ou superfícies e depois tocar nos olhos, nariz ou boca com as mãos.

 

A transmissão também pode acontecer através do ar?

O contágio não é pelo ar, mas sim através de secreções respiratórias ou gotículas que são expelidas por uma pessoa infetada e/ou durante a realização de procedimentos médicos invasivos produtores de aerossóis.

As gotículas que a pessoa expele podem entrar diretamente pela boca, olhos ou nariz e provocar infeção. Por isso, cumprir o distanciamento social de 2 metros em espaços públicos e ficar em casa sempre que possível são boas medidas para prevenir a infeção.

 

Quanto tempo sobrevive o vírus nas superfícies?

Não se sabe ao certo quanto tempo o vírus que causa a COVID-19 sobrevive nas superfícies, mas parece comportar-se como outros coronavírus. Os estudos sugerem que os coronavírus (incluindo informação preliminar sobre o vírus SARS-CoV-2) podem persistir em superfícies por períodos desde algumas horas a vários dias. Isto pode variar dependendo das condições, como por exemplo o tipo de superfície, a temperatura ou humidade do ambiente.

Na nossa própria casa ou em espaços públicos a frequência de limpeza deve ser aumentada, precisamente para que não haja acumulação de vírus nas superfícies. Deve utilizar-se detergente e desinfetante comum de uso doméstico – é suficiente usar lixívia ou álcool.

 

O vírus pode ser transmitido através de alimentos, incluindo os refrigerados e congelados?

Atualmente, não há evidência que suporte a transmissão do SARS-CoV-2 pelos alimentos.

Porém, aplicando o princípio da precaução, a manutenção e o reforço das boas práticas de higiene e segurança alimentar durante a manipulação, preparação e confeção dos alimentos é recomendada.

Neste sentido deve:

- Lavar frequentemente as mãos (com água e sabão durante 20 segundos), seguida de secagem apropriada, evitando a contaminação cruzada (por exemplo fechar a torneira com uma toalha de papel ao invés da mão que a abriu enquanto suja);

- Efetuar a desinfeção apropriada das bancadas de trabalho e das mesas com produtos apropriados (por exemplo com lixívia diluída em água);

- Evitar a contaminação entre comida crua e cozinhada;

- Lavar adequadamente os alimentos crus;

- Evitar partilhar comida ou objetos entre pessoas durante a sua preparação, confeção e consumo.

 

Que cuidados devo ter em caso de necessidade de sair de casa?

O isolamento social (ficar em casa) é aconselhado pelas Autoridades de Saúde para evitar a propagação do vírus. Esta recomendação é ainda mais importante para as pessoas mais vulneráveis, nomeadamente idosos (mais de 65 anos de idade), com doenças crónicas e estados de imunossupressão.

No caso de necessitar de sair de casa para ir trabalhar, ir ao supermercado ou à farmácia deve:

- Usar roupa de manga comprida;

- Apanhar o cabelo e não usar acessórios, como brincos, pulseiras e/ou anéis;

- Evitar tocar na cara;

- Colocar a máscara, nos casos com indicação para o fazer, antes de sair de casa;

 - Levar lenços descartáveis e usá-los para cobrir os dedos quando tiver de tocar em objetos e/ou superfícies. Deitar os lenços de papel para o lixo logo após a utilização;

- Lavar as mãos ou usar desinfetante depois de tocar em qualquer objeto ou superfície;

- Manter a distância mínima de 2 metros de outras pessoas;

- Cobrir a mão e o nariz com o cotovelo quando tossir ou espirrar.

 

Que cuidados devo ter ao entrar em casa?

Nesta fase, é importante criar uma área à entrada de casa para colocar os objetos, roupa e calçado potencialmente contaminados, que devem ser manipulados com o máximo de cuidado.

Além disso, para evitar disseminar o vírus em casa deve:

- Tentar não tocar em nada da casa antes de lavar bem as mãos;

- Tirar os sapatos e deixá-los na entrada;

- Colocar a roupa exterior dentro de um saco para lavar (de preferência a mais de 60 graus);

- Deixar a carteira, as chaves e outros objetos dentro de uma caixa na entrada;

- Limpar os objetos e/ou o telemóvel com toalhitas humedecidas em detergente ou álcool a 70º;

- Tomar banho. Se não for possível, lavar bem todas as zonas expostas;

Quando levar o seu animal de estimação à rua, deve limpar-lhe as patas antes de entrar em casa.

Lembre-se que não é possível fazer uma desinfeção total, o objetivo é minimizar o risco.

 

Seja um agende de Saúde Pública. Proteja-se a si e aos outros!

Em caso de sintomas (febre, tosse e/ou falta de ar) ligue SNS 24 – 808 24 24 24

 

Fonte: Direção-Geral da Saúde