Tio João

PUB.

Pintura para alargar horizontes

Olá gentinha boa e amiga!

Este ano o mês de Fevereiro é XL, porque o ano é bissexto e traz mais um dia. Como diz o povo “o primeiro de Fevereiro jejuarás, o segundo guardarás e o terceiro é dia de S. Brás. Semeia o cebolinho e tê-lo-ás”, ou “dia de S. Brás a cegonha verás, se não a vires o Inverno vem atrás”, mas também “Fevereiro enxuto rói mais pão do que quantos ratos há no mundo.”

O dia do acerto de contas em Caravela

Olá, como estão os leitores da Página do Tio João?

Segundo nos disse o tio Rebelo, de Real Covo (Valpaços), é costume os anos bissextos, como este, “prometerem muito e não darem nada”, acrescentando que “fruta, ‘cruzes’ e erva muita”.

É altura de se estrumarem as terras, das podas e das limpas. A nível meteorológico, todos estamos à espera da neve, porque a geada, o vento e o nevoeiro já atacaram, mas as previsões são para que a chuva continue a marcar a sua presença.

Maria da Graça é um livro de sabedoria

Olá gente boa e amiga.

Já decorreram as festividades dos santos de Janeiro, os santos do fumeiro. Dia 15 foi o dia de Santo Amaro, conhecido como o santo buteleiro, porque nalgumas localidades é costume, nesse dia, comer-se o salpicão de ossos, também conhecido por butelo. Dia 17 foi o dia dedicado a Santo Antão, festejado em Caravela (Bragança), aldeia onde casei. Nesse dia tem sido obrigatório ir comer a casa da minha sogra o butelo, a suã, o pernil e as orelheiras, num grande cozido à lombardeza. Dos três santos, o mais popular é o S. Sebastião, que se festejou no dia 20. Muitas das nossas terras têm capela própria, dedicada a este santo, construída à entrada ou à saída da povoação, para não deixar entrar a fome, a peste e a guerra. Uma das localidades do nosso distrito em que é muito festejado é Brunhosinho (Mogadouro), com a festa das chocalhadas de S. Sebastião, que duram quatro dias, como nos contou a tia Arminda.

O monumental Charolo de Outeiro

Como estão os leitores da Página do Tio João?

Estamos a terminar a primeira quinzena do ano 2020.

Fico triste porque se perdeu a tradição de cantar os Reis porta-a-porta e, há mais de 10 anos, que ninguém vai cantá-los a minha casa. Mesmo assim, algumas autarquias continuam a acarinhar a tradição, organizando encontros de cantadores de Reis, como é o caso de Mirandela que, no passado dia 5, promoveu o Encontro de Cantadores de Reis, em Torre de Dona Chama, com a participação de todas as freguesias do concelho. Também a autarquia de Vinhais tem organizado todos os anos o evento, que teve lugar, no passado dia 12, na sede de concelho. Também noto que há menos participações do que era habitual antigamente para cantar os Reis em directo no nosso programa.

Tempo frio é bom para as matanças

Olá familiazinha! Como estão desde o ano passado?

Já decorreu uma semana depois da entrada de 2020. Muita gente assinala a entrada do novo ano com um grande jantar, seguido de baile e cada vez são mais as aldeias que organizam festas para entrar no novo ano, mas também há quem se deite no ano velho e só acorde no ano novo.

É assim o nosso Natal em família

Olá, como estão os leitores da página do Tio João.

Natal é a palavra mais ouvida nesta época, não só nas mensagens mas também no encontro das pessoas amigas “se não nos virmos antes, bom Natal!”.

Sta. Bárbara, protectora dos mineiros

Olá gente boa e amiga.

Estamos no Advento, a 15 dias da Consoada. Já se nota em todas as localidades que o Natal está à porta, não só nos estabelecimentos comerciais, mas também nas ruas da cidade e nas aldeias que já têm o seu presépio feito. O espírito natalício anda no ar, embora a nossa família tente que seja Natal todos os dias do ano.

Calcorrear caminhos para fazer amigos

Olá, como estão os leitores da página do Tio João?

Já estamos no mês do Natal. Este ano o ditado do povo bateu certo: “Chuva em Novembro, Natal em Dezembro”, pois, no mês passado, a chuva deu-lhe bem mas “se o Dezembro for molhado, o Janeiro é geado”. Segundo as previsões este mês vai fazer muito frio, com muitas geadas à mistura, a confirmar outros ditos populares: “quando Dezembro é frio, calor no Estio” ou “em Dezembro não há valente que não bata o dente”.

Tio Filinto, o homem que faz caretas

Olá gente boa e amiga!

O calendário não pára e já estamos a cerca de um mês do Natal e a 31 dias do ano vinte vinte.

O céu continua roto e, por vezes, com remendos mal feitos. Durante os próximos dias a chuva continua a prometer cair, mas temos de fazer como os de Caravela, como o tio Lita, que diz que quando chove “deixa chover”. O primo Marcelo, de Ousilhão (Vinhais), disse-nos “deixe chover, tio João! Tem mais ela onde cair do que eu onde semear pão”. Esta chuva e o sol que por vezes vai aparecendo, têm feito com que seja um bom ano de cogumelos por toda a região, como nos disse a tia Virgínia Neves, de Bragança, com 82 anos de idade, “olhe agora com esta idade para o que me deu: ando aos rapazinhos!”.

Ciática: a cura é detrás da orelha

Como estão os leitores da Página do Tio João?

Começo por dizer que no dia da edição deste jornal se comemora o Dia Internacional do Homem, 19 de Novembro. Há muitos anos que temos conhecimento do Dia Internacional da Mulher (8 de Março), mas desconhecíamos que os homens também tivessem o seu dia internacional.