Crónicas de ...

PUB.

O dito deste verão é da autoria de Marcelo Rebelo de Sousa: «António Costa é um mata-borrão». Ora durante a primeira classe mantive luta inglória com os borrões de tinta que os chupa-nódoas acabavam por soçobrar ante a frequente invasão das mesmas a alcançarem as mãos e as roupas a causarem...

Publicada em: 09/06/2022 - 11:44
Armando Fernandes

O lapuz latagão enfiava as botas ensebadas no pó levantando-o na direcção dos pares dançantes idos da cidade à festa na aldeia (sem terem visto o filme do Sr. Hulot) porque as raparigas dançavam a precei- to ao som do conjunto António Mafra e não descriminavam os citadinos. Não havia bandas que...

Publicada em: 08/24/2022 - 12:04
Armando Fernandes

Dizia-me um amigo há dias que estava cansado de ouvir sempre as mesmas notícias e tem razão. Quase todos os dias deixamos escapar um estou cansado num momento qualquer em que de facto somos invadidos por um cansaço que advém do que fizemos até aquele momento. Não é preciso termos feito um...

Publicada em: 08/24/2022 - 11:50
Luís Ferreira

No dia 10 de Junho, nos tempos da Bufa (entenda-se Mocidade Portuguesa), causava-me espanto as tragladanças dos rapazes e raparigas da organização, cujas fardas cor de caca nazi, em particular do estilo desengonçado, enérgico, resoluto do José Carlos Cadavez, ora a viver no Ribatejo profundo...

Publicada em: 08/10/2022 - 18:09
Armando Fernandes
Tal como o quadrado não seria quadrado se não tivesse quatro lados, assim o triângulo não seria triângulo se não tivesse três lados. Não estou a falar de geometria ou de matemática, se bem que a contabilização das coisas passa sempre por aí. É inevitável. Até há alguns dias atrás a guerra da...
Publicada em: 08/10/2022 - 18:03
Luís Ferreira

Com o avanço das novas tecnologias, as crianças e mesmo os adultos, divertem-se em frente à televisão e não só, com jogos que exemplificam a verdadeira natureza agressiva do homem e cujos objetivos são sempre os mesmos, vencer. Como qualquer jogo de guerra, um dos lados do conflito utiliza todos...

Publicada em: 07/26/2022 - 17:31
Luís Ferreira

Em Pleno Marcelismo, o romancista, dramaturgo, encenador e apurado gourmet da alta cozinha, Luís de Sttau Monteiro, escreve no suplemento A Mosca do Diário de Lisboa, esfuziantes e aceradas cartas da Guidinha que, num português de lei, zurze sem dó nem piedade a burguesia aperaltada, parola e...

Publicada em: 07/26/2022 - 17:29
Armando Fernandes

A verborreia retórica e as mentiras a que Putin já nos habituou, não nos deixam levar muito a sério o que ele frequentemente verbaliza, principalmente quando se dedica a vangloriar as suas ações e as do exército que ele faz questão de comandar a seu bel-prazer. Na verdade, o povo costuma dizer...

Publicada em: 07/12/2022 - 12:16
Luís Ferreira

Nos anos de 1996 e 1997, escrevi neste jornal vários artigos, indignados artigos contra a clamorosa degradação do secular burgo brigantino a quem jornalistas, homens de letras e pessoas com Mundo acoimavam depreciativamente a Brandoa do Norte. Cansado das acídulas piadas dos saudosos Afonso...

Publicada em: 07/12/2022 - 12:14
Armando Fernandes

Ao que li, na Terra Quente realizou-se um concurso de apuramento dos morangos mais doces daquele terrunho, sendo eleitos os de São Pedro Velho, uma aldeia que conheci há um taleigo de anos, pois ali vivia uma minha tia-avó a qual recebeu o apodo de a Tia Vaidosa, por isso mesmo, tendo saído de...

Publicada em: 06/28/2022 - 11:35
Armando Fernandes