PUB.

Miranda do Douro e Mogadouro lançam plataformas para colocar produtos online

PUB.

Ter, 26/05/2020 - 11:53


A ideia passa por ajudar a escoar o que é produzido a nível local

Os municípios de Miranda do Douro e de Mogadouro estão a lançar plataformas online para venda de produtos locais, para ajudar os comerciantes que ficaram prejudicados por causa da pandemia. Ambas as autarquias contam com o apoio da Medidata, sendo o investimento, para cada caso, de 4500 euros.

Em Miranda do Douro, segundo a vereadora Anabela Torrão, a ideia para o Merc@do de Sabores e Saberes Mirandeses “surgiu destes tempos difíceis que estamos a viver”. Com as quebras que ocorreram a nível local, a autarquia sentiu a “necessidade” de “ajudar” os produtores no escoamento dos produtos. “Será uma plataforma electrónica para venda online de produtos locais, nomeadamente agro-alimentares, artesanato e outros produtos endógenos”, explicou Anabela Torrão, que frisou ainda que, além de terem fechado as portas dos estabelecimentos, os comerciantes perderam muita clientela devido ao encerramento das fronteiras com Espanha, porque muitos dos turistas são espanhóis.

Em ambos os casos, a adesão e o acesso às plataformas, que ainda estão a ser desenvolvidas, serão gratuitos.

Segundo Anabela Torrão, este mercado electrónico vai reunir produtores, artesãos e comerciantes da região e, apesar do ambiente económico recessivo, “o negócio das lojas online mantém resistência” e “continua a evoluir favoravelmente”. A vereadora também acredita que o futuro pode e deve passar pelo mundo da Internet. “Hoje, as vendas online são uma ferramenta muito importante para a venda do produto”, explicou.

Neste caso, a plataforma vai também integrar link's para promoção do comércio local, da restauração e da hotelaria, “promover” o concelho e dá-lo a conhecer ao resto do país e do mundo.

Quanto ao caso de Mogadouro, a plataforma pretende atingir os mesmos resultados que a de Miranda. A “Mogadouro ON”, onde os comerciantes podem colocar os seus produtos à venda, servirá para ajudar a impulsionar a economia local.

Jornalista: 
Carina Alves