Opinião

29/12/2020

Ao início da segunda década do século XVIII, o judaísmo medrava em Bragança, com a gente da nação a ganhar muita importância e a ascender na escala social, graças ao seu poder económico.

23/12/2020

Há espelhos de todas as formas e feitios que dão imagens distorcidas da realidade. Quase sempre espelham a soberba e a vaidade de quem deles se serve como é o caso da bruxa má da história da Branca de Neve.

23/12/2020

Pedro Nuno Santos celebrizou-se, enquanto jovem deputado por ter colocado as pernas dos banqueiros alemães a tremer sob a ameaça de não pagarmos a nossa dívida externa.

23/12/2020

Bons dias, meus caros. Que estas palavras vos encontrem bem de saúde e devidamente abrigados do frio. Para ásperas gargantas tocadas por cortantes dias e geladas noites recomenda-se um chá bem adubado com cenoura, cebola e alguns dentes de alho.

23/12/2020

Quando as redes sociais começaram a ser uma constante nas nossas vidas, era muito comum partilharmos músicas. Agora, já é mais raro. E acho uma pena, porque as músicas de que gostamos dizem muito de nós. Mentira, não acho nada disso.

23/12/2020

Agrochão é uma freguesia do concelho de Vinhais, situada no limite sul do concelho, confinante com o de Mirandela. Nesta freguesia, no século de 600, havia 2 importantes famílias da gente da nação, ligadas entre si: a dos Almeida- -Castro e a dos Pimentel-Albuquerque.

01/12/2020

Os comissários eram recrutados entre os membros do clero e, geralmente, licenciados em Teologia e Cânones pela universidade de Coimbra.

01/12/2020

Nunca pensámos que isto acontecesse. São muitos os que estas palavras pronunciam. São os nossos que a um ritmo vertiginoso nos vão deixando sem que possamos pronunciar um adeus.

01/12/2020

Quanto mais tempo passamos sozinhos, mais tempo achamos que conseguimos passar sozinhos. É uma espécie de ciclo vicioso. Ou viciado. E não parece que faça mal. Estar sozinho, tendo como definição estar, de facto, sem companhia, a não ser nós mesmos.

01/12/2020

Nunca se imaginou tal coisa. Durante séculos, arreigou- -se no mundo inteiro, o hábito de juntar a família para celebrar o nascimento do Menino.