PUB.

PSP fiscaliza ajuntamentos de jovens estudantes em Bragança

PUB.

Ter, 26/05/2020 - 11:44


A PSP de Bragança teve que fazer dispersar do Pólis, na sexta-feira à noite, um grupo de mais de 50 pessoas

José Neto, comandante distrital, explicou que este ajuntamento era “maioritariamente” de estudantes do IPB, “de várias nacionalidades”, uma grande parte originária dos PALOP. No que toca às regras que devem ser cumpridas, “estavam um bocadinho descuidados” e, estando a consumir bebidas alcoólicas, “estavam a utilizar os mesmos copos e a partilhar garrafas entre eles”. Ainda assim, José Neto reiterou que à chegada da polícia, as pessoas “dispersaram” e “rapidamente regressaram às suas habitações”. A PSP já tinha “previsto” que situações destas pudessem ocorrer e, por isso, há um efectivo dirigido para este tipo de episódios.

No domingo houve uma nova tentativa de ajuntamento, mas de um grupo mais pequeno. Assim, já que os episódios se têm repetido e podem surgir mais, o patrulhamento será reforçado nestes contextos. “Isto leva-nos a ter a necessidade de uma presença mais efectiva, sobretudo nos fins-de-tarde e inícios de noite”, esclareceu.

Nos últimos dias, a afluência à Barragem de Gostei, que dista seis quilómetros da cidade, tem sido notória. Apesar de não ser área de intervenção da responsabilidade da PSP, José Neto garante que já têm notícia da situação e que irão “conversar” com a GNR para perceber o que poderá ser feito. “A ser verdade, houve um operador turístico que terá disponibilizado uma viatura e houve alguma desconformidade no que toca às regras obrigatórias para transporte público”, explicou José Neto. Nestas situações, caso se verifiquem, a polícia pode intervir. Contacado o Capitão Hernâni Martins, Oficial de Comunicação e Relações Públicas da GNR de Bragança, explicou que, até agora, quanto ao caso da barragem, ainda não havia registo de ocorrências.

Jornalista: 
Carina Alves